Quanto tempo após o diagnóstico de câncer de mama é a cirurgia (e por quê)?

Resposta exata: o mais rápido possível

O câncer de mama é conhecido por ser uma das formas mais notórias de câncer. Uma vez que as células cancerosas começam a crescer, elas se espalham rápida e rapidamente. O câncer de mama pode ser erradicado com sucesso quando é diagnosticado em um estágio inicial. A triagem frequente pode ajudar a detectá-lo em um estágio inicial.

Embora existam várias opções de tratamento apresentadas ao paciente, o melhor curso de tratamento será selecionado pela equipe médica responsável pelo cuidado do paciente após a avaliação de uma série de outros fatores relacionados. No entanto, a cirurgia continua sendo um dos principais caminhos para o tratamento do câncer de mama, uma vez que o paciente tenha sido diagnosticado com a doença.

Quanto tempo após o diagnóstico de câncer de mama é a cirurgia?

O tipo de tratamento considerado mais favorável para uma paciente com câncer de mama após o diagnóstico inicial dependerá de vários parâmetros. Isso inclui o estágio de crescimento do câncer, o quanto ele já se espalhou, a saúde geral do indivíduo, bem como a especificidade das células cancerosas em questão.

Doctors usually opt for surgery followed by chemo and radiation therapy to successfully treat breast cancer patients. Surgery is presented more as a necessary route than an option to such patients fairly early in the treatment process.

A pesquisa sugere que a maioria dos pacientes com câncer de mama opta pela cirurgia dentro de 35 dias de seu diagnóstico. O tipo de cirurgia que será feita no paciente também dependerá da faixa para a qual as células cancerosas já se espalharam. Os pacientes também podem ser submetidos a várias cirurgias em alguns casos.

Se o câncer de mama estiver no primeiro, segundo e terceiro estágios, a cirurgia é realizada dentro de um ou dois meses após o diagnóstico. Acredita-se que quanto mais tempo se espera para optar pela cirurgia, maiores são as chances desse câncer se espalhar para outras regiões do corpo. Assim, logo após o diagnóstico, os pacientes são incentivados a realizar a cirurgia.

Além disso, existem estudos que mostram uma correlação positiva entre prazos mais curtos de diagnóstico e cirurgia, levando a melhores chances de sobrevivência. No entanto, quando uma mulher é diagnosticada com câncer de mama metastático, a cirurgia geralmente não é uma opção. Este é o último ou quarto estágio da doença, onde só pode ser tratada com quimioterapia e radioterapia.

Em suma:

Estágio do câncer de mamaPrazo para a cirurgia
Estágio 1, 2 e 3Dentro de 35 dias de um diagnóstico confirmado
Estágio 4Tratado com quimio

Por que a cirurgia demora tanto para o diagnóstico de câncer de mama?

A cirurgia é considerada uma parte essencial do plano de tratamento para combater o câncer de mama. É quase impossível derrotar a doença sem cirurgia. Muito poucos pacientes que foram diagnosticados em um estágio extremamente recente ou quando apresentavam células pré-cancerosas erradicaram a doença simplesmente com terapia hormonal.

RECOMENDADO
Quanto tempo depois do enxerto de goma você consegue beber álcool (e por quê)?

A natureza de disseminação rápida do câncer é responsável pela necessidade de responder prontamente à doença. É necessário cortar as células cancerosas o mais rápido possível para ajudar a impedir que a doença afete os gânglios linfáticos do corpo.

Algum tempo pode ser dado a um paciente no primeiro estágio. Os médicos podem tratar a terapia hormonal para matar as células cancerosas. No entanto, na maioria dos casos, a cirurgia se torna um requisito dentro de um mês. Por outro lado, quando uma mulher é diagnosticada com câncer de mama em estágio 4, a cirurgia geralmente é inútil porque o câncer já está metastático. Isso implica que já se espalhou para outras partes do corpo. Nesses casos, os medicamentos paliativos podem ajudar a controlar a doença.

O tipo de cirurgia a ser realizada em uma paciente com câncer depende do estágio do câncer de mama e também do objetivo da cirurgia. A mastectomia completa implica a remoção de toda a mama, de forma que nenhuma célula cancerosa seja deixada para trás no tecido mamário. Enquanto as mulheres também podem optar pela cirurgia de conservação da mama, onde apenas o nódulo canceroso é removido. Isso é seguido por radioterapia para matar qualquer possível remanescente do crescimento canceroso nas células adjacentes.  

A chave continua sendo o rastreamento regular e o diagnóstico precoce. Se as mamas forem rastreadas regularmente, qualquer crescimento de células pré-cancerígenas será identificado e erradicado o mais cedo, invalidando assim a necessidade de cirurgia.

Conclusão

Vencer o câncer de mama com sucesso depende da possibilidade de erradicar a doença precocemente. Quando o câncer é identificado e diagnosticado em um estágio inicial, é possível se recuperar e voltar à vida normal após lutar contra ele.

Normalmente, os médicos optam pela cirurgia mais cedo ou mais tarde em caso de câncer de mama. Os médicos apresentarão a opção de cirurgia bem no início do processo de tratamento de uma paciente com câncer de mama. O melhor momento para a cirurgia será determinado pelo médico dependendo do estágio do câncer de mama, bem como de sua tipologia celular específica. Na maioria dos casos, a cirurgia acontece dentro de um ou dois meses após o recebimento do diagnóstico confirmado.

Referências

  1. https://jamanetwork.com/journals/jama/article-abstract/184861
  2. https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1046/j.1524-4741.2003.09504.x